Análise: Xiaomi Mi A2 Lite – O Android One de baixo custo

A escolha de smartphones Android é complexa. Há quem goste muito de uma marca e pondere apenas a sua oferta nas mais variadas gamas, há quem não ligue a marcas e procure essencialmente espaço de armazenamento e há os outros que não gostam das invenções das marcas na interface e prefira o Android tal como a Google o criou, ou muito próximo disso. O programa Android One da Google veio trazer isso aos utilizadores, acrescentando ainda a garantia de atualizações durante dois anos, e a Xiaomi é uma das marcas que faz parte dele, contado já com três modelos Android One no seu portefólio.

Depois do sucesso do Xiaomi Mi A1, as portas foram abertas ao Mi A2 e ao Mi A2 Lite, e é este último que hoje trazemos a análise.

Análise: Xiaomi Mi A2 Lite - O Android One de baixo custo

O programa Android One tem hoje um vasto leque de smartphones das mais variadas marcas, onde também a Xiaomi está presente. Depois do enorme sucesso do Mi A1, que deu um impulso importante ao programa da Google, a marca lançou mais dois modelos, posicionados em gamas diferentes, o Mi A2 Lite um entrada de gama e o Mi A2 um gama média.

O Mi A2 Lite destaca-se pelo seu notch no ecrã, o entalhe que várias marcas estão a adotar onde é colocado o altifalante, câmara e outros sensores, dando espaço ao ecrã para a colocação de alguma informação. O ecrã é de 5,84″ com resolução FullHD+ e com um rácio de 19:9, o que para esta gama é uma grande vantagem.

O processador que o equipa é o Qualcomm Snapdragon 625 e a GPU é Adreno 506. O Xiaomi Mi A2 Lite está disponível nas versões de 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento interno, 4 + 32 GB e 4 + 64 GB. De notar que permite expansão de armazenamento através de cartão microSD até 256 GB, sem que tal obrigue o utilizador a abdicar da funcionalidade dual-SIM, já que inclui 3 slots de cartões independentes.

Para fotografia e vídeo conta com uma câmara dupla na traseira de 12 MP (f/2.2) + 5 MP (f/2.2), sendo este segundo sensor destinado à criação de fotos com efeito desfocado no plano de fundo, e na frente a câmara é de 5 MP com abertura f/2.0.

A bateria é de 4000 mAh, tem porta microUSB, sensor de impressões digitais, giroscópio, sensor de proximidade, Bluetooth 4.2, Wi-Fi 802.11 a/b/g/n e ainda inclui jack de áudio de 3,5mm.

Construção e Design

A Xiaomi apresenta o seu Mi A2 Lite com a mesma configuração do seu Redmi 6 Pro, se pensarmos, a versão Android One destina-se essencialmente ao mercado ocidental e a versão com MIUI ao oriental. O mesmo acontece com os Mi A1 e Mi A2, existindo também um modelo com MIUI, partilhando as mesmas especificações técnicas dos Android One.

A construção é assim em metal, com apontamentos em plástico na zona superior e inferior da traseira do smartphone. Os acabamentos são boleados, para uma maior ergonomia e o ecrã tem um vidro com acabamento 2.5D.

Ao nível das suas dimensões, o Mi A2 Lite tem 149,3 x 71,7 x 8,8 mm e pesa 178 g. O ecrã ocupa cerca de 79,5% do painel frontal com notch e sem qualquer botão físico frontal. A moldura em torno do ecrã é aceitável para a gama onde se insere, ainda que em baixo seja um pouco marcada de mais. O notch alberga os sensores de proximidade e luminosidade, o altifalante e a câmara frontal.

Na lateral esquerda a marca colocou o slot de cartões, com a possibilidade de inclusão de dois cartões nanoSIM e de um cartão microSD; em baixo existe a grelha de áudio e a porta microUSB; à direita os botões de volume e power; e em cima, o jack de áudio, o microfone e o sensor de infravermelhos, para que o smartphone possa funcionar como um controlo remoto.

Na traseira existe a câmara dupla no canto superior esquerdo, com o flash LED entre as duas câmaras, o sensor de impressões digitais, que funciona de forma muito eficiente, e no fundo, a inscrição da marca MI e do programa Android One.

Ecrã

O ecrã do Mi A2 Lite é de 5,84″ com resolução FullHD+ e com um rácio de 19:9. Esta resolução, nesta gama de preços, não é muito comum pelo que, desde já se apresenta como uma vantagem, dada a qualidade da definição de contornos. Também as cores são bastante realistas e vivas, para uma excelente reprodução de conteúdos, desde jogos, vídeos a fotos.

A utilização em ambiente exterior revelou-se ao longo da análise positivo, sem que a visualização fique demasiado prejudicada com a incidência direta do sol.

A questão do notch nota-se que está mais otimizada neste smartphone com Android One, do que aquilo que a Xiaomi faz com a sua MIUI, mas disto falamos melhor no próximo tópico.

Interface e desempenho

O Mi A2 Lite vem com o Android na versão 8.1.0. Este é o Android na sua forma mais pura, onde se nota muito pouco da influência da marca chinesa. Esta versão do Android receberá ainda de forma garantida as grandes atualizações do sistema operativo no período de 2 anos.

Continuando o assunto do recorte do ecrã e da forma como a interface está integrada, é notório que há uma maior otimização do sistema da Google nesta forma mais pura, do que acontece com as interfaces dos fabricantes, de uma forma geral.

A informação apresentada ao lado do recorte, tanto à esquerda como à direita é mais completa, são visíveis, além das horas, várias notificações e vária informação como estamos habituados a ver num smartphone sem notch. É certo que ao expandir a barra de notificações, a área ao lado do notch é perdida, mas ainda assim, o Xiaomi Mi A2 Lite ganha na luta pelos notches de entre os vários modelos que já testei no Pplware.

No ecrã, à esquerda do home screen encontra-se o serviço Assistente Google e com um deslizar de baixo para cima tem-se acesso a todas as aplicações em gaveta.

O desempenho do Xiaomi Mi A2 lite fica a cargo do processador Snapdragon 625 e a GPU é Adreno 506. Este é o mesmo processador que já equipava o Mi A1 e é equivalente aos processadores Helio P23 e HiSilicon Kirin 659, que também já aqui testámos no Pplware.

De uma forma geral, o comportamento é muito satisfatório, as tarefas são executadas sem dificuldades e não houve nenhum problema de fluidez ao longo do período de análise a registar.

Eis os resultados de benchmarck:

  • AnTuTu (v.7.1.0): 79102
  • GeekBench 4:
    • Single Core: 862
    • Multi Core: 4271

A reprodução de som revelou-se bastante agradável para a gama, sem ruídos nem agudos estridentes. Em navegação, através de apps como o Google Maps e Waze, o comportamento foi o esperado e ao nível de chamadas de voz, a qualidade é muito boa.

Câmaras

A câmara dupla é algo que a Xiaomi já trabalha há algum tempo e que tem vindo a melhorar ao longo dos seus lançamentos, principalmente nas gamas de topo. No caso do Mi A2 Lite, não surpreendendo, são obtidas boas fotografias para a gama.

As especificações da câmara traseira revelam uma câmara com sensor de 12 MP, com abertura f/2.2 e uma outra com sensor de 5 MP e abertura f/2.2, sendo que este sensor apenas funciona para a criação do efeito desfocado no plano de fundo das fotografias. Inclui um flash LED, tem opção HDR e estabilizador eletrónico de imagem, sendo que grava vídeo a 1080p a 30fps.

A câmara frontal é de 5 MP (f/2.0) com HDR e com gravação de vídeo a até 1080p a 30fps.

Nos exemplos seguintes apresento algumas selfies captadas em modo normal, com efeito desfocado, no escuro e contra-luz, com e sem HDR ativado, onde este atua de forma positiva:

 

Nas fotografias captadas com a câmara principal, os pormenores e contornos estão bem definidos nas várias cenas e ambientes. A distância focal situa-se a cerca de 8 a 10 centímetros o que para tirar fotos em pormenor poderá criar alguns inconvenientes.

Autonomia

A bateria do Xiaomi Mi A2 lite é de 4000 mAh, mas o tempo que demora a efetuar o carregamento total, nem parece de um Xiaomi… Ainda que tenha uma maior capacidade que alguns modelos da marca, o seu tempo de carregamento ronda as 2 horas e meia. Em meia hora carrega apenas 23%.

Em termos de consumo, um dia e meio de utilização é garantido para o tipo de utilização que faço, que é considerada uma utilização comum. Em dias em que a utilização foi mais intensiva chegou ao fim do dia com cerca de 20%, mas para muitos utilizadores poderão facilmente se atingidos perfeitamente os dois dias de utilização.

Veredicto

Agora é o momento de fazer um balaço quanto aos aspetos positivos e negativos deste smartphone, face ao preço a que é comercializado, que ronda os 125 € e os 150 €.

Os aspetos que se destacam pela positiva são, sem dúvida, a construção e o ecrã, que apesar de vir com notch, está bem integrado com o sistema operativo, que também ele é um aspeto positivo deste smartphone, já que vai garantir ao utilizador pelo menos dois anos de grandes atualizações.

A bateria, apesar de carregar de forma lenta, garante boa autonomia. O desempenho é bom e não deixa nenhuma tarefa por fazer, mesmo jogos.

No campo da fotografia, o utilizador pode contar com resultados bons para a gama, mas que não surpreendem face à concorrência. O modo retrato, esse sim, destaca-se pela positiva, com um bom contorno do objeto focado.

O Xiaomi Mi A2 Lite está disponível a partir de 130€, sem encargos de alfândega utilizando o método de envio EU Priority Line. Estão disponíveis muitos outros produtos Xiaomi a grande preço, sempre com 10% de desconto.

O Pplware agradece à Gearvita a cedência do Xiaomi Mi A2 Lite para análise.

Xiaomi Mi A2 Lite

Aproveite os cupões de desconto

Xiaomi Mi A2 Lite

Xiaomi Mi A2 Lite
9
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: