Uber usa software para iludir autoridades que a estão a controlar

Aplicação UberA semana da Uber não tem sido fácil. Vários foram os problemas que foram surgindo, dentro da estrutura da empresa, e que culminaram com o seu CEO a discutir com um dos seus motoristas. Mas a semana ainda não acabou para a Uber e por isso os problemas continuam. O mais recente mostrou que a empresa usou software para conseguir iludir as autoridades que procuravam controlar a atividade da empresa em cidades onde não estava autorizada a prestar serviço. O Greyball, nome com que é conhecido o software que é usado, consegue detetar e iludir as autoridades que fazem o controlo da Uber e que procuram atrair motoristas para depois os multar.

Com o uso desta ferramenta, a Uber consegue garantir aos motoristas que estão a salvo das autoridades e que podem continuar a prestar o serviço, mesmo onde não estão autorizados.

A forma de agir da Uber passava por detetar estes agentes da autoridade e mostrar-lhes carros fantasma na aplicação. Sempre que estes requeriam um serviço, era atribuído um destes carros fantasma, que no último momento cancelava a viagem. Na prática estes agentes nunca conseguiam ter acesso aos serviços da Uber. Houve ainda casos em que os motoristas eram alertados para as intenções destes clientes e que acabavam por cancelar os serviços.

Para detetar estes utilizadores, a Uber recorria a vários métodos. Um deles passava por definir zonas geográficas de atuação dos agentes, normalmente perto de esquadras de polícia. Houve ainda a utilização dos dados dos cartões de crédito, que procurava relacionar os utilizadores a entidades estatais. Estes utilizadores eram depois marcados.

Quando confrontada com esta descoberta, a Uber admitiu a sua existência, mas negou que estivesse a usá-la para controlar as autoridades e afastá-la dos seus carros. Segundo a empresa, o “violation of terms of service” pretende apenas identificar potenciais utilizadores que estão a usar o serviço de forma incorreta, negando-lhes o acesso.

Nesta categoria a Uber coloca os elementos da concorrência, taxistas ou sindicatos de taxistas, que procuram colocar entraves à normal utilização ao serviço.

De acordo com o jornal New York Time, que revelou este caso, o Greyball é usado sempre que a Uber chega a uma nova cidade, estando em utilização em todo o planeta, havendo instruções claras sobre a forma como deve ser usado para proteger a empresa.

Via New York Times

Fonte: pplware

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: