Samsung manda recolher 2,8 milhões de máquinas de lavar

samsung_2A vida não está nada fácil para a gigante sul-coreana. Depois dos vários problemas com o Galaxy Note 7, que obrigaram a empresa a parar as vendas e produção, agora é a vez das máquinas de lavar. Depois de terem sido reportados vários incidentes e da Comissão de Segurança de Produtos para o Consumidor (CPSC) dos Estados Unidos ter alertado para o risco de explosão, a Samsung mandou recolher 2,8 milhões de máquinas de lavar roupa.

O ano de 2016 tem sido um autêntico pesadelo para a Samsung.

Depois do flop dos smartphones Galaxy Note 7, a empresa detectou agora problemas com máquinas de lavar roupa.

De acordo com a CPSC, entidade que avalia a segurança dos produtos nos EUA, a porta da máquina de lavar, designada de “top load” e que se encontra no topo do electrodoméstico pode soltar-se durante o funcionamento da mesma.

161104-samsung-top-load-washers-feature-1

Segundo informações da agência Reuters, este problema já causou vários feridos (incluindo mandíbulas partidas e ombros deslocados), tendo a Samsung recebido nove queixas. Além disso mais de 700 clientes queixaram-se do excesso de vibração das máquinas de lavar. Em causa estão 34 modelos de máquinas de lavar Samsung que foram fabricados entre Março de 2011 e Novembro deste ano. A Samsung Portugal esclareceu que estes modelos nunca integraram o portefólio de produtos comercializados no mercado Europeu.

Ao todo a empresa sul-coreana mandou recolher 2,8 milhões de máquinas de lavar roupa.

Fonte: pplware

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: